Buscar

A Felicidade Resulta

Atualizado: 18 de Out de 2018

Mas afinal o que é esta nova coisa de felicidade nas empresas? O que são estes novos cargos chamados ‘gestores da felicidade’ e ‘gestores do bem-estar’ que algumas empresas já vão criando? Na Team Ventures acreditamos que nada disto são balelas.



Portugal vive ainda uma cultura pesada de mercado de trabalho, onde os ordenados são curtos e as horas de trabalho não acabam nunca. O júnior que sai antes das 8 da noite é olhado de lado, e por isso fica. Até ás 23, meia noite, uma, duas... Mas é também este júnior que faz parte da geração ‘Millennials’, geração que valoriza demasiado o modo como vive a sua vida e que não vai ficar por muito mais tempo. Este júnior, talentoso, anseia ser retido. Este júnior, cheio de talento, não quer ter que emigrar para um país que reconheça o seu valor. Este júnior, que já passou a sénior, pouco tempo tem para aproveitar a família que acabou de criar. E os séniores, vão ficando, porque por cá não têm muitas mais opções. Ficam, infelizes, conformados. E esta energia de conformação pega-se, transmite-se e gera maus resultados – na saúde financeira da empresa e na saúde pessoal de cada um. No final, pagam-se as contas (algumas!) e os sonhos vão-lhes fugindo pelos dedos das mãos, estes que teclam, teclam, sem parar.


Estes colaboradores valorizam experiências mais do que a remuneração financeira (que não deixa de ser importante). São ambiciosos, sonhadores, trabalhadores, idealistas, querem ter um impacto, sentirem-se úteis e marcar a diferença. É aqui que entra um gestor da felicidade. Este gestor entende que cada um tem a sua própria definição de felicidade e que para cada um deles é preciso encontrar respostas diferentes, personalizadas, para lhes proporcionar o que procuram. Aqui os retemos. Passam a olhar para a empresa como O veículo para atingirem os seus objetivos e não apenas como uma remuneração financeira ao final do mês. Aqui mudamos a energia de uma empresa, e ao fazê-lo com todos, contagiamo-la. O gestor da felicidade encarrega-se de gerir o vínculo emocional entre o trabalhador e a sua empresa. Delineia planos de ação e planeamento de budget para realização de sonhos (pessoais e profissionais), envia e-mails motivadores, oferece presentes personalizados, organiza sorteios, almoços, jantares, eventos. entre outros; acompanhando e estabelecendo contacto direto, atuando muitas vezes como intermediário imparcial entre os trabalhadores e os seus recursos humanos. Redefine a energia para o sucesso.


É importante reestruturar esta cultura empresarial. O sucesso de cada um é o sucesso da empresa, estes são um só.


Madalena Carey

Co-Founder Team Ventures


#felicidade #felicidadenotrabalho #felicidadesnasempresas #produtividade #performance #resultados #mindfulness #salarioemocional #teambuilding #recursoshumanos #motivação

32 visualizações